coturno

Ela era um bichinho do mato, olhava de lado desconfiada e só falava com aquela que era e sempre será a melhor amiga. Fazia arte, tocava violão, pintava camisetas. Aí cresceu. E passou a falar com mais gente. Fala até comigo! Continua a fazer arte, agora digital, e grava os Cds mais legais do mundo. A última invenção foi deixar o comentário abaixo aqui no blog. Me deu arrepio e teve que ser publicado na página principal. Com vocês, Denise.

"aqui tá meio frio, acho que vou por uma meia-calça...aqui tá meio foda, acho que vou por meu coturno pra pisar pesado e ter que manter a cabeça erguida e firme...aqui tá meio grown-up, acho que vou por uma saia pra me sentir menina...aqui tá meio estranho, acho que vou desarrumar meu cabelo pra me assumir louca...aqui vai tudo ficar bem, acho que vou ouvir Bjork e continuar caminhando."

Ping Pong

Quando eu era pequena, ao invés de cantar no chuveiro, eu dava entrevistas imaginárias. Respondia perguntas sobre meus sonhos e como havia chegado até ali e também sobre trivialidades como meu ritual de beleza e como finalmente havia encontrado um shampoo que fazia meus cabelos sedosos e brilhantes. Pois é, eu achava que ia ser famosa! Não sou (só entre os taxistas paulistas, mas essa eu conto depois). E ao invés conceder entrevistas imaginárias acabei virando entrevistadora de pessoas que, ai, às vezes são reais demais. Por isso amei quando encontrei essa listinha em alguns blogs mais famosos que o meu. Parece que é a nova febre dos diários digitais.

Então estou me imaginando de volta no meu chuveiro querido da Rua Jacurici, de touca no cabelo e microfone de condicionador. Vocês podem imaginar um cenário um pouco mais glamuroso, please.

10 YEARS AGO

  1. Eu perdia minha virgindade
  2. E os meus peitos enormes
  3. Estudava jornalismo e queria ser correspondente de guerra
  4. Gostava de meninos esquisitos e complicados

FIVE YEARS AGO

  1. Tomava coragem para vir para Londres
  2. Namorava um menino fofo que para sempre vai morar no meu coração
  3. Fui chefe pela primeira (e única) vez
  4. Fiquei meio gordinha e depois magra demais

TWO YEARS AGO

  1. Fiz um ano de casada
  2. Senti muita falta dos meus amigos que não estavam por aqui
  3. Resolvi tentar parar de sofrer por antecedência (continuo tentando)
  4. Levei o gringo para conhecer o Brasil

ONE YEAR AGO

  1. Chorei muito
  2. Fui fazer uma série de reportagens no Chipre e fiquei amiga de um alemão com o maior bigode do mundo
  3. Ganhei um presente lindo de uma amiga linda
  4. Vi minha avó fazer 80 anos...pintando, batendo papo no messenger e fazendo curso de Ikebana

YESTERDAY

  1. Voltei a trabalhar depois da primeira greve da minha vida
  2. Recebi minha melhor amiga de volta ao lar
  3. Tomei 200 taças de vinho tinto
  4. Falei sem parar

TODAY (até agora)

  1. Acordei de ressaca
  2. Cheguei atrasada no trabalho
  3. Roí a unha do indicador
  4. Falei tchau ao gringo lindo que vai viajar

TOMORROW I WILL

  1. Fazer yoga
  2. Ficar irritada com a pessoa que me irrita todos os dias
  3. ?

FIVE THINGS I CAN'T LIVE WITHOUT

  1. Pessoas amadas
  2. Meu Alf
  3. Jeans
  4. Drinks
  5. Minhas caminhadas ao trabalho

FIVE THINGS I WOULD BUY WITH $1,000

  1. Ipod
  2. Passagem para o Brasil
  3. Plataformas Jimmy Choo
  4. Um casaco decente para o próximo inverno
  5. Um passe de um ano na yoga perto de casa

FIVE BAD HABITS I HAVE

  1. Ver programas trash na TV
  2. Falar demais
  3. Não prestar atenção nas coisas
  4. Pedir para o gringo ir me buscar coisas, tirar minhas botas, fazer as contas...
  5. Fazer novos melhores amigos quando estou bêbada e depois nunca ligar

FIVE SHOWS I LIKE

  1. Sex and the City
  2. Desperate Housewives
  3. What not to wear
  4. Ray Mears Extreme Survival
  5. The Swan (ver número 1 dos Five Bad Habits I Have)

THREE THINGS THAT SCARE YOU

  1. Morte de pessoas queridas
  2. Obesidade
  3. Chegar aos 90 anos e descobri que o medo me impediu de viver

THREE THINGS YOU ARE WEARING RIGHT NOW

  1. Jeans
  2. Vestido preto
  3. Havaianas

FOUR OF YOUR FAVORITE BANDS/MUSICAL ARTISTS

  1. Counting Crows
  2. U2
  3. Compay Segundo
  4. Dave Mathews

THREE THINGS YOU WANT TO DO REALLY BADLY RIGHT NOW

  1. Comer alguma coisa muito salgada e gordurosa! Com mayonese e bacon.
  2. Ir embora do trabalho
  3. Ver TV enrolada no edredon

THREE PLACES YOU WANT TO GO ON VACATION

  1. Brasil (saudades...)
  2. Tailândia
  3. Polinésia Francesa
Amar é...

Como já disse Gelol, não basta ser pai, tem que participar. A mesma máxima se aplica ao casamento. Não basta ser mulher, tem que ir na parada comemorativa do Chelsea campeão! E lá fui eu, pleno domingão de manhã, me juntar à massa azul royal. E eu, que não gosto de massas nem de azul royal, acabei me divertindo...Tirando as cornetas, o povo estava bem civilizado, o sol brilhando e a fila para o café razoável. Mas o que fez tudo valer a pena foi o sorriso lindo do gringo quando viu seus ídolos futebolísticos passando no ônibus aberto. Não tem preço!

Aqui vão algumas fotinhos que tirei no evento.

(Something for the ladies...o bonitão na última foto é o técnico do Chelsea, o português José Mourinho)

  (Priceless)

A fauna e a flora

Estava pensando em como morar em Londres é uma experiência multicultural. Clichê, eu sei. Mas verdade.
O meu prédio é um exemplo. No meu apartamento já tem a mistura fina de cachaça com schnapps. Do lado esquerdo mora uma atriz indiana bacana. Do lado direito, uma enfermeira chinesa folgada e que não me fala oi. Ao lado dela, dois albaneses que têm cara de malvados mas são gente boa. Em cima, mais um casal improvável, um marroquino tímido e uma canadense divertida. Do lado deles, bom, lá mora um inglês mesmo, talvez o único do prédio todo. Um veterano de guerra levemente perturbado que não ouve direito, fala gritando, limpa janelas e já me deu dicas de como os soldados fazem para alargar botas apertadas (enche o sapato com jornal embebido em um produto que esqueci o nome - sorry - e deixa por várias horas).
London, London...

O dia do modelo péssimo

Você acorda, meio atrasada...mas ao invés de aceitar a realidade e partir para uma opção segura, tipo jeans e regata preta (thank god for that), você resolve inventar um modelo, coordenar, acessorize...Já na porta de casa sente que o equilíbrio feng shui da roupa não está rolando. Receita de desastre! Eu passo o dia todo me sentindo esquisita, mudando detalhes pra ver se melhora o visual. Fútil, eu sei! Mas atire a primeira pedra quem não se sente meio mal quando descobre que está detestando a roupa com que saiu (meninos estão isentos de responder!). Outro dia percebi, já no meio do caminho do trabalho, que estava combinando a bota, o cinto e a bolsa. E o pior, tudo caramelo! Juro que foi acidente. E às vezes, para piorar, aparece um programa e você precisa emendar direto do trabalho.  Pânico! Ainda bem que existem lojas com blusinhas baratas e fofas, pelo menos por aqui!  Já comprei várias nessas situações. Mas hoje eu vou direto para casa! Eu e meu modelo péssimo!

a maldição da cigana
isso sempre acontece! achei que era coisa do brasil! mas acontece aqui também! a cada estação, entre as várias tendências, sempre tem uma que vira febre aqui em londres. no verão passado foi o chinelinho birkenstock. esse inverno, de novo, as botas peludas por cima da calça. 
 
 
agora, para esse verão que (aleluia!) se aproxima, o babado são as saias de cigana. no joelho ou compridas, cheias, com camadas de tecido. e lindas! o problema é que, os termômetros nem chegaram na casa dos 20 e você já vê hordas de ciganas nas ruas. outro dia vi a mãe e a filha adolescente, as duas fantasiadas de ciganas dos pés a cabeça. provavelmente estavam vestidas de secretarinhas durante o inverno, cobertas de pérolas e tweed. aí não dá! já estou criando um ódio mortal saias! que pena!
Olá!

Então, vontade antiga de fazer um blog! Ainda não sei muito bem o que vai preencher esta tela, mas sei que muitas vezes tenho muito a dizer sobre nada! E convenhamos, falar sobre o que não importa realmente é uma das coisas mais divertidas da vida! Mas também tem coisas sérias que fazem o meu sangue ferver, ou congelar...pretendo falar delas também! Como tudo na (minha) vida, o plano é ir descobrindo "as it goes". Ah, e já peço perdão pelo híbrido de português e inglês que vai dominar meus posts...são quatro anos em Londres, trabalhando em português, vivendo em inglês. Dá nisso. Anyways, até mais!

[ ver mensagens anteriores ]